Arquivo do mês de Fevereiro, 2010

As romãs de Istambul

Domingo, 21 de Fevereiro, 2010

As romãs de Istambul são diferentes na cor e no sabor. Pode ser impressão nossa, talvez porque se mostrem em todo o lado tendo como vizinhas as laranjas. Não resistimos a fotografá-las até porque é um dos nossos frutos preferidos.

Soubemos que o nome português romã deriva directamente do termo árabe rumman, enquanto que os termos pomegranate, grenade, granatapfel do inglês, francês e alemão remetem para a “descrição” do fruto: maçã com muitas grainhas ou sementes.O nome em turco é curto: nar.  Não conseguimos descobrir a sua origem.

Em muitas culturas a romã está associada à fertilidade, à abundância tendo sido consagrada pelos gregos a Afrodite, a deusa do amor. Segundo os textos bíblicos, Moisés trouxe romãs de Canaan como prova de que a terra prometida era fértil. Segundo o Corão, a romã é um exemplo das coisas boas criadas por Alá e é um dos frutos do Paraíso. Entre os hindus é dedicada a  Bhoomidevi, deusa da Terra. Para os judeus a romã é o símbolo da rectidão porque teria 613 sementes que correspondem aos 613 mandamentos da Tora. Não tivemos paciência para contar os grânulos das romãs que trouxemos porque eram muitos!

Em Istambul, experimentámos e gostámos do sabor único do sumo de romã que é feito na hora, mesmo ali à nossa frente. Não resistimos a trazer um saco de romãs turcas. Sirvam-se!

(mais…)

O que dizem de Istambul 2

Quarta-feira, 17 de Fevereiro, 2010

Istambul, como toda a cidade imperial, é uma mistura de culturas, um terreno acolhedor para povos diversos, uma Torre de Babel. Aqui a Ásia, o Transcáucaso e os Balcãs encontram-se, a Tartária e a Arábia convergem, o Mar Negro e o Mediterrâneo juntam-se, os Muçulmanos, os Cristãos e os Judeus rezam, o antigo e o moderno confrontam-se.

Ates Orga, Istanbul: Poetry of Place

Teria de ser verdadeiramente maçador o visitante que não fosse capaz de encontrar, a certas horas ou sob certa luz, um lugar na cidade que não segredasse “o que é passado, ou presente ou o que virá”. Pois Istambul é ainda Miklagard (a Grande Cidade) dos Vikings, é a Maçã Vermelha dos Turcos. A marca do conquistador ainda está na sua coluna e a ambição impiedosa de uma imperatriz está gravada num mosaico. Estava certo Yeats: muitos momentos de grandeza e decadência ecoam pela cidade moderna, produzidos pelas vozes dos vivos e dos mortos.

Jason Goodwin, no prefácio de Istanbul: Poetry of Place

Gatos de Istambul

Sexta-feira, 12 de Fevereiro, 2010

Os gatos de Istambul são diferentes dos gatos das outras cidades, pelo menos daquelas  que conhecemos. Estão por todo lado e não fogem porque se sentem seguros nas relações com os humanos. Passeiam pachorrentos nas ruas como se estivessem em sua casa, dormem nos parapeitos das janelas, nas esplanadas, enroscam-se junto aos nossos pés. Estão nos jardins, nos mercados, nos cemitérios, nas soleiras das portas, nos pátios das mesquitas, no cais dos vapurs, estão em todo o lado. Aproximam-se de nós e convidam-nos às carícias. Ao fim da tarde, os comerciantes antes de fecharem as suas lojas deixam ração em pratinhos para os gatos da zona comerem. São gatos felizes porque não se sentem acossados.

Alguém comentava que uma cidade que trata  assim os gatos só pode ser uma boa cidade. Nós também achamos.

(mais…)

"Vizinhos – Turquia: outro lado da Europa"

Segunda-feira, 8 de Fevereiro, 2010

João Romão, Maral Jefroudi e Vico Ughetto realizaram um documentário que vai passar na RTP2  no 17 de Fevereiro, quarta-feira, às 23:40.

Os temas abordados no filme são questões sensíveis da realidade turca: a igualdade de género, os direitos da população LGBT, e a relação com os Curdos. O documentário foi filmado em Istambul e em Diyarbakır, cidade de maioria curda onde em Setembro de 2009 se realizou o Fórum Social da Mesopotâmia em que se debateu a discriminação da minoria curda no país.

O filme que foi apresentado em Istambul no dia 19 de Dezembro tem prevista a edição em DVD em português, inglês e turco. O trailer do filme pode ser visto em:

http://www.youtube.com/watch?v=UVCitCv3vUI

O filme dá também a oportunidade de se rever o Grande Bazar, Hagia Sofia e outros lugares emblemáticos de Istambul.

(mais…)

Mariza em Istambul

Domingo, 7 de Fevereiro, 2010

Depois de ter dado um concerto no Royal Festival Hall em Londres no dia 26 de Janeiro, Mariza cantará em Istambul no Sanat Kultur Merkezi no dia 20 de Fevereiro pelas 20.00. Será diferente ouvir Mariza em Istambul e, por isso, aqui fica o endereço para a compra de bilhetes:

http://www.issanat.com.tr/en/event/concert/20100220/mariza/

Simit

Quarta-feira, 3 de Fevereiro, 2010

Simit é um pão em forma de argola com muitas sementes de sésamo no topo e que é vendido nas ruas. Fazem parte da paisagem de Istambul os carrinhos às riscas vermelhas e brancas que vendem simit e é difícil resistir quando o vendedor anuncia “Taze simit!”, “Simit fresquinho”.

Estas roscas de sésamo podem ser barradas com manteiga ou acompanhadas com compotas, mel ou iogurte.  Mas, no breve intervalo dos passeios nas ruas de Istambul, sabe bem comê-lo sozinho, leve e crocante.

Já a seguir, uma proposta …

(mais…)

Festival Pontes para Istambul no CCB

Segunda-feira, 1 de Fevereiro, 2010

Fotografia de Ara Güler

O Centro Cultural de Belém vai dedicar o mês de Março a Istambul num ciclo de eventos que dão a conhecer a cidade que faz a ponte entre o Ocidente e o Oriente. Literatura, música, fotografia, cinema e dança são objecto de várias iniciativas que inclui também uma comunidade de leitores. O festival inicia-se no dia 1 de Março com uma exposição de fotografia de Ara Güler, Istambul Perdida (Lost Istambul). São deste fotógrafo a maior parte das imagens do livro de Pamuk “Istambul – Memórias de uma Cidade”.

Para conhecer toda a programação clicar aqui AQUI