Entradas com Etiqueta ‘Estação de Haydarpaşa’

E se tivesse ardido?

Quinta-feira, 20 de Janeiro, 2011

A estação de Haydarpaşa, que fica no lado asiático da cidade, é um sítio que não se pode perder. Mas só fomos visitá-la no último dia por pressão de um turista vienense que encontrámos durante a visita à pequena Hagia Sophia. O ambiente do lugar levara-o a fazer-se à conversa porque as impressões fortes por vezes têm de ser partilhadas. Já no exterior, falámos das experiências em Istambul e por coincidência, partíamos no mesmo dia, ao fim da tarde. Dessa troca, achámos imperdoável que ele não tivesse subido até ao café Pierre Loti (ver o post de Setembro “O café Pierre Loti”); ele considerava que partir da cidade sem visitar a estação de Haydarpaşa era igualmente imperdoável.

A manhã ainda estava a começar e, por isso, prometemos não partir sem atravessar o Bósforo e procurar a estação. E foi assim, que apanhámos um ferry e deixámos a Europa rumo à Anatólia. A aproximação progressiva ao lugar aumentava a curiosidade pelo edifício que data de 1909 e que assenta em 1100 pilares de madeira com 21 metros cada um. Quando o ferry se aproximou avaliámos os efeitos do incêndio de 28 de Novembro do ano passado devido a um descuido durante as obras de recuperação que felizmente, só danificou os telhados das duas torres e o último piso. Naquele momento não pudemos deixar de pensar: e se tivesse ardido?

A estação de Haydarpaşa é uma obra de arquitectura imponente com uma estrutura neo-clássica da autoria de Otto Ritter e Helmut Conu. À primeira vista parece um grande e pesado castelo com duas torres mas a amplidão da mancha de água do Bósforo dá-lhe equilíbrio e leveza. As paredes de pedra lavrada são iluminadas pelos reflexos da água e pela luz do céu que se reflecte nos vidros das janelas e nos vitrais.

Quis o acaso que, no aeroporto, reencontrássemos o nosso turista vienense: ele tinha subido até ao Café Pierre Loti e agradeceu efusivamente o conselho pela experiência excepcional que viveu no topo da colina dos mortos. Nós, retribuímos-lhe o agradecimento e, como se costuma dizer pelas nossas bandas: ficámos quites!

Propomos, agora, uma visita breve através das nossas fotografias a uma parte do interior da estação de Haydarpaşa. Ficamos com vontade de voltar não só para rever com mais tempo o lugar mas partir em cómodos comboios para várias cidades da Turquia e, porque não, para outras paragens do Médio Oriente.

NOTA – A imponência e localização do edifício explicam a sua escolha para a produção de um extraordinário trabalho de mapping em 3D que inaugurou, há um ano, Istambul como a Capital Europeia da Cultura. Sugerimos vivamente o seu visionamento AQUI porque usufruem de uma experiência visual fantástica.