Entradas com Etiqueta ‘Yerebatan’

O palácio subterrâneo

Quarta-feira, 26 de Maio, 2010

Perto da Mesquita Azul e de Hagia Sophia fica a cisterna subterrânea de Yerebatan a que os turcos chamam de ‘Yerebatan Saray’, ou seja, palácio subterrâneo. Depois de descermos 52 degraus de pedra, entrámos numa verdadeira floresta de colunas com capitéis de estilo jónico, coríntio e algumas de estilo dórico. Este lugar é mais um exemplo das muitas perplexidades de Istambul: trata-se, afinal, de um reservatório de água!

Foi Justiniano I, no século VI, que mandou construir a cisterna capaz de  armazenar 80  milhões de litros de água,  quantidade adequada para  abastecer a cidade no caso de  se ser atacada e cercada pelos inimigos. Durante muito tempo abasteceu de água o Grande  Palácio de Constantinopla e o Palácio Topkapi.

Os passadiços permitem que se passeie por entre as 336 colunas de mármore que nascem da água e sustentam as abóbadas em tijolo. Algumas colunas apresentam motivos decorativos gravados sendo a mais inquietante aquela em que parece escorrer lágrimas.

Contudo, é no fundo da cisterna que está reservada a maior surpresa: duas colunas apoiam-se em bases que são cabeças de Medusas. Numa delas, a cabeça está pousada de lado, noutra a cabeça está voltada para baixo. É um mistério a origem destas figuras e a intenção da sua colocação neste lugar e  nesta posição. São muitos os rumores e mitos em volta delas.

Mas no momento, esquecemos as histórias de amores, ciúmes, despeitos, traições e vinganças associados a Medusa. Chega a perplexidade que aqueles rostos de pedra nos provocam.