Arquivo do mês de Julho, 2010

Canção de embalar

Sábado, 31 de Julho, 2010

Quando publicámos os três turcos timbres, mão amiga fez-nos chegar uma canção de embalar que é muito popular na Turquia. Tal como as canções de embalar de outras culturas, esta tem por objectivo favorecer o sono do bebé e, por isso, as cadências repetem-se docemente.

Este belo filme animado faz parte de uma série de canções de embalar recolhidas pela Metronome Film, um projecto idealizado e produzido por Arsen Gottlieb e dirigido por Elizaveta Skvorcova. Neste momento, já existem filmes para canções de embalar de cerca de vinte países (Rússia, Alemanha, Turquia, Grécia, Japão, Canadá, Índia …).

Vale mesmo a pena ver e ouvir  a canção Dandini dandini dastana cantada por Mircan Kaya.

https://www.youtube.com/watch?v=GQ11XiD0rlk

Aqui ficam as letras em turco e uma tradução em inglês

Dandini Dandini Dastana

Dandini dandini danalı bebek
Mini mini elleri kınalı bebek
Annesi babası çok sever
Uyur, büyür…nazlı bebek

Dandini dandini dastana
Danalar girmiş bostana
Kov bostancı danayı
Yemesin lahanayı

Dandini dandini danadan
Bir ay doğmuş Anadan
Kaçınmamış Yaradan
Mevlam korusun Nazardan

Segue-se a tradução em inglês

(mais…)

Rosas turcas

Sábado, 24 de Julho, 2010

As montras das pastelarias  de Istambul iluminadas ao fim da tarde são irresistíveis porque é nessa hora que as baclava e os lokum brilham mais dourados e luminosos. Quase a chegar à ponte Gálata, parámos para olhar as doces geometrias numa montra e quando nos preparávamos para tirar mais uma fotografia da doçaria bem encenada, alguém vem de dentro e oferece-nos dois lokums róseos: “Provem rosas turcas!”. Apesar daquele não ser o melhor aperitivo para o jantar que se aproximava, não resistimos ao convite daquele homem que esperava expectante pela nossa opinião. A massa de açúcar foi-se desfazendo lentamente na boca e, pela primeira vez, provámos rosas que juraríamos ser vermelhas. Alguma coisa naquele sabor perfumado nos remetia para a cor forte de veludo macio.

O homem não nos queria vender delícias turcas. Pensamos que, ao ver-nos disponíveis por detrás do vidro da montra a admirar os doces patamares, lhe apeteceu conversar. E assim aconteceu: ouvimos durante mais de vinte minutos um turco de meia idade a discorrer sobre as rosas da Turquia. Soubemos então que existem mais de vinte espécies nativas de rosas turcas e que algumas delas crescem até em dunas de areia. As gul (rosa em turco) são usadas para vários fins mas destaca-se pelo seu valor económico e cultural a produção de attar de rosas que em árabe quer dizer fragrância. Colhidas ao nascer do sol, as pétalas são destiladas para se separar a água dos óleos essenciais. Foram os turcos otomanos que desenvolveram este processo e o espalharam pelas várias províncias do seu império por mais de cinco séculos.  Para se produzir um kg de óleo são necessárias quatro toneladas de rosas o que aproxima  o preço deste produto do preço do ouro. Tem origem na Turquia mais de 60% do óleo produzido no mundo.

A conversa prometia futuro mas o nosso compromisso para o jantar apressou o fim. Prometemos voltar um dia para comprar lokums de rosas e continuar a ouvir as histórias das rosas turcas que se combinam com a História da Turquia.

A partir desse fim de tarde, passámos a dar mais atenção ao lugar das rosas na vida e na cultura turcas. Estão presentes nos tapetes, nos azulejos, nos ornamentos em pedra e gesso em casas e palácios, na cerâmica, nas roupas preciosas  dos sultões, na joalharia, nas lajes dos cemitérios … Nos mercados, as pétalas de rosas combinadas sugerem chás perfumados, os óleos das massagens frescura e relaxamento, o perfume de rosas promete memórias persistentes.

Outros testemunhos conduziram-nos à culinária: as rosas são usadas em várias receitas, destacando-se a geleia de pétalas de rosas e o pudim de Noé. A receita da geleia, excelente no pão ao pequeno almoço, e a história do Noé seguem no atalho já a seguir!

(mais…)

Turcos timbres (3)

Quarta-feira, 14 de Julho, 2010

Ainda fazem parte do duplo CD “Istanbul Twilight”, os Orient Expressions.  No videoclip, um passeio pelas ruas de Istambul de noite e de dia: as pessoas, as fachadas, o Bósforo, a cidade através das imagens do filme de : “Crossing the Bridge – The sound of Istanbul”. A ver e ouvir  AQUI

Bala Zula com Brenna MacCrimmon

A bordo de um vapur, um dos mais famosos grupos musicais turcos: Bala Zula com Brenna MacCrimmon apresentam o tema ” Cecom”  AQUI . As últimas cenas são do filme “”Crossing the Bridge: Sound of Istanbul”. As legendas são em alemão! Transcrevemos a letra em turco porque pode haver algum voluntário que traduza o que pensamos ser um belo texto:

ben bir bülbül olsam ötsem bahçelerde
her türkümde yaksam adını üzerine
her sabah $akırım gülüm
gülüm ninna ni na nay… (burayı salladım)

ben bir martı olsam uçsam denizlere
rüzgarlara açsam giderim sehere (burayı da salladım)
her kanadımı çarpışta,
gülüm ninna ne na nay

(kaynak/source: ekşi sözlük)

Turcos timbres (2)

Quarta-feira, 7 de Julho, 2010

O álbum “Twilight Istanbul” integra um segundo vídeo “Engeval” realizado por Veysel Gençten e com música de Mercan Dede. O vídeo é composto por  7500 fotografias tiradas pelo realizador desde 2002. O ritmo é frenético como se pode provar AQUI

Arkın Ilıcalı, mais conhecido por Mercan Dede, nasceu em 1966 em Bursa na Turquia e integra vários grupos:  Mercan Dede Trio, Mercan Dede Ensemble,  Secret Tribe, etc.  É também conhecido como DJ Arkin Allen. A música que compõe funde a acústica tradicional turca com sons electrónicos. É presença frequente nos mais importantes festivais de jazz e de “world music” que se realizam em vários países.

Para além dos instrumentos que a tecnologia actual disponibiliza, Mercan Dede privilegia um tipo de flauta tradicional  turca, a “ney”, porque considera que lhe permite “evocar sentimentos profundos” e porque “fala a linguagem do amor”. A temática sufi está presente nas suas preocupações e os dervish aparecem em muitos dos seus concertos. Os mais puristas criticam alguns registos de Mercan Dede, mas sem dúvida que ele tem levado as palavras e a moderna música turca bem longe.

Sugerimos vivamente o visionamento do clip da música Mercan Dede Istambul AQUI . Para além da música vale pelo design gráfico.