Café turco

O café turco é uma experiência a não perder. Somos grandes apreciadores de café e sofremos quando viajamos porque o nosso café é mesmo bom.

Para se fazer um café à turca (tipo arábica), o café tem de ser moído muito fino e ferver três vezes num recipiente próprio – “cezve”. Depois de servido nas chávenas, deve-se esperar que a borra assente; uma espuma espessa forma-se na superfície e o aroma é intenso. É muitas vezes servido com especiarias sendo a mais usada a semente do cardamomo, que recomendamos.

Foi por acaso que encontrámos perto de uma das portas de saída do Mercado da Especiarias uma loja que vende o café Mehmet Efendi, nome do comerciante que em finais do século XIX torrava os grãos de café e vendia-o já moído finamente para ser feito em casa. Três empregados, vestidos de bata castanha, servem em linha os clientes: um mete o café nos pacotes, outro fecha-o e finalmente o terceiro entrega-o aos clientes que fazem fila junto à parede da loja. Nem precisam de trocar qualquer palavra.

Admitimos que traímos algumas vezes o café turco indo matar saudades do nosso expresso a um Starbucks. Mas em Istambul, há que degustar um café diferente.

Etiquetas: ,

Comentar