Mosaicos de vida

Por não usarmos guias de viagem de forma regular, descobrimos lugares pouco visitados, perdemo-nos ganhando novos sítios, mas muitas vezes falhamos espaços e acontecimentos.
Foi o que se passou com o Museu do Mosaico nas nossas primeiras visitas à cidade. Como acontece com tantas preciosidades de Istambul que mal se fazem notar, passámos várias vezes sem identificarmos ao Museu do Mosaico do Grande Palácio que fica “dentro” do Arasta Bazar, a sul da Mesquita Azul.

Vale a pena uma visita ao museu que foi construído para albergar os mosaicos em bom estado do Grande Palácio do Império Bizantino e que datam de 450 a 500 AC. Nas cenas representadas, estão ausentes os temas religiosos, sendo a natureza, a vida do dia a dia, o que as pedrinhas coloridas testemunham: uma criança que guia gansos, um leão a atacar um elefante, um homem a ordenhar uma cabra, um caçador a matar um tigre, um urso a comer uma maçã, um camelo a transportar crianças, etc. Às vezes parece que estamos perante pinturas a óleo.

As obras de reconstrução do museu terminaram em 1997, sendo um lugar que merece bem uma visita.

O Museu do Mosaico está aberto todos os dias, excepto à 2ª feira, das 09:30 -17:00.

Etiquetas:

Um Comentário a “Mosaicos de vida”

  1. interessante blog :D irei em breve estudar para Istambul

Comentar